TIPO uma performance

Neste acontecimento público realiza-se uma projecção onde dois grupos de palavras remetem para dois universos: em primeiro lugar a escrita, a leitura e a composição tipográfica; em segundo lugar a melodia, o timbre e a composição musical.

12 Outubro 2019

20h00 – 20h30

No arquipélago das palavras,
onde vulcões expelem letras

CRAA, Ponta Delgada

SABER MAIS

Jorge dos Reis

Estes dois conjuntos são representados por substantivos e onomatopeias. Através da sua sobreposição criam-se relações e os dois contextos tendem a misturar-se tendo em conta as suas naturais e necessárias relações, deste modo activando a interpretação.

Durante a projecção podemos observar composições gráficas, como ilhas de um arquipélago, onde se utilizou a tipografia Gutenberguiana, recorrendo a caracteres de madeira, para criar impressões, rasuras cromáticas e garatujas magmáticas vivas.

Uma leitura activa e dramatúrgica deste conjunto, enquanto partitura visual ou notação tipográfica, permite a construção de um volume musical que dá espessura à textualidade projectada e enuncia uma sequência de erupções fonéticas e sonoras.